cantinas_escolares

Nota de imprensa sobre a qualidade/quantidade das refeições servidas nas cantinas das escolas públicas

Dadas as várias denúncias presentes nas últimas semanas relativamente à falta de quantidade e qualidade nas cantinas escolares, a Coordenadora Nacional do Ensino Secundário da JCP vem, mais uma vez, denunciar que este problema ocorre no quadro geral da degradação da escola pública. A qualidade e/ou quantidade da comida servida nas cantinas escolares já é, há muito, assunto primeiro nas várias lutas travadas pelos estudantes portugueses. Desde o início do ano lectivo, inúmeras foram as queixas apresentadas à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, denunciando a falta de condições, falta de pessoal nas cantinas e a má qualidade, unida à pouca quantidade da comida servida. A Escola, como órgão de formação da integridade do indivíduo, deve e tem de prezar tanto a integridade intelectual, como a integridade física e a saúde. Estas e muitas outras deficiências devem-se ao desinvestimento na Escola Pública, que afeta milhares de estudantes e de escolas por todo o país, nomeadamente, à concessão de refeitórios e cantinas a empresas privadas.

A CNES da JCP não se conforma e apela aos estudantes que se organizem e que lutem por uma escola digna, uma escola de qualidade, a Escola de Abril.

Lisboa, 4 de Novembro de 2017
A Coordenadora Nacional do Ensino Secundário da JCP